sábado, 12 de fevereiro de 2011

Enquanto isso, na terra do jeitinho brasileiro...

          Nas aulas de Sociologia dessa semana vamos discutir, dentre outras coisas, os conceitos de ÉTICA e MORAL.  A reportagem abaixo revela um perfil de brasileiro pouco divulgado pela mídia e, de certa forma, socialmente desvalorizado. Como avaliar a atitude do senhor José da Silva?  Que relação existe entre a ação desse motorista e os conceitos de ética e moral? Qual é o interesse da Sociologia nesse caso? 

          Se você está lendo esse texto antes da aula, traga suas dúvidas e considerações para debatermos em sala. Se sua leitura estiver ocorrendo após a aula escreva comentários respondendo as provocações acima.

 Motorista encontra R$ 100 mil no lixo e devolve ao dono no RN 12/02/2011


O motorista do caminhão de lixo, José da Silva Fernandes, encontrou R$ 100 mil nos entulhos e devolveu ao dono na sexta-feira. Foto: Rosivan Amaral/Rádio Caicó AM/Divulgação
Foto: Rosivan Amaral/Rádio Caicó AM/Divulgação

          O motorista José da Silva Fernandes, 41 anos, que trabalha no caminhão que faz a coleta do lixo na cidade de Caicó, no interior do Rio Grande do Norte, encontrou R$ 100 mil no lixo na sexta-feira e devolveu ao dono. Após a ação, Fernandes confessa que viveu momentos de fama. "Dei entrevistas para a televisão, para o rádio, mas o mais importante é que fiz o certo. A honestidade sempre esteve em primeiro lugar para mim", disse.
          Na manhã de sexta-feira, Fernandes saiu para trabalhar às 4h, como de costume. Por volta das 7h, quando seguia para descarregar a primeira leva de lixo, foi informado que o gerente da empresa Santana Veículos estava procurando pelo dinheiro que havia sido jogado junto com os entulhos. "Eu sabia mais ou menos onde estava o lixo da empresa, então corri para ajudar".
          Com o apoio de um catador, Fernandes encontrou um envelope com a quantia. "Estava num papel branco, sem nenhuma identificação. Nós pegamos e entregamos ao gerente, que agradeceu e disse que receberíamos uma gratificação".
          Segundo Fernandes, ele recebeu R$ 500 e o outro trabalhador R$ 1 mil. "Não sei por que o valor foi diferente, mas fiquei feliz. A pessoa que ia ter que pagar esse dinheiro perdido não vai ter mais, e para mim me ajuda. Não é muito, mas vou poder pagar umas contas".
O motorista trabalha há um ano e três meses no serviço e recebe R$ 700 por mês. Ele é casado e tem um filho de 13 anos.

http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI4943150-EI8139,00-Motorista+encontra+R+mil+no+lixo+e+devolve+ao+dono+no+RN.html

13 comentários:

  1. Nossa que honestidade!
    Hoje em dia é pra ticamente impossivel encontrar uma pessoa q faria o mesmo na situaçao dele

    ResponderExcluir
  2. eu achei muito interessante a atitude ética desse motorista.ele poderia muito bem ter ficado com o dinheiro para pagar as dividas(embora um erro não tenha justificativa!)porém,isso feriria a índole dele,já que para ele a "honestidade vem em 1°lugar".ele pensou no bem comum,no prejuízo da pessoa que teria que pagar essa quantia,e não nas suas dívidas.é esses tipo de pensamento que nos faz profundamente refletir as atitudes da sociedade que vivemos.

    ResponderExcluir
  3. Se o motorista tivesse pegado 10 por cento do valor,ele estaria tendo um atitude de ética ou moral?

    ResponderExcluir
  4. sarah lacerda marques14 de fevereiro de 2011 22:48

    esse textO é mas pra etcO...um abraçO prOfessOr rOgeriO sOu sua aluna dO 1° I...um abraçO xauu

    ResponderExcluir
  5. sarah lacerda aluna do 1°I14 de fevereiro de 2011 22:54

    professor escreviii a palavra etica errada desculpa foi sem querer meu teclado que ta meio lerdo d++ um abraço

    ResponderExcluir
  6. Michelly Alves (1º I)15 de fevereiro de 2011 10:02

    Nesse caso o senhor José da Silva agiu de forma correta, procurando o bem do cidadão, uma atitude um tanto ética. No caso da sociologia, estudando as relações dos individuos com a sociedade, com a pratica da ética, nas ações que beneficia o próximo de forma correta.

    ResponderExcluir
  7. Comentários excelentes. Prova de que estão compreendendo o conteúdo.
    Pedro, se o motorista tivesse ficado com alguma parte do dinheiro jamais poderia ser considerada uma atitude ética, mas moralmente, não existe nehuma lei que o obriga a devolver o dinheiro, especialemte porque não havia nehuma indicação do dono do envelope onde a grana fora encontrada.

    ResponderExcluir
  8. Muito iteressante esta historia professor,pois ja não existe ja muitas pessoas honesta hoje em dia !!Mas tenho uma duvida professor,no caso dessa historia houve soo Etica ou também teve moralismo nesta historia??
    Meu nome é Andréa e sou do 1º'P'

    ResponderExcluir
  9. Andréa, seguindo a lógica moralista não há nehuma lei que obrigasse o motorista a devolver o dinheiro encontrado no lixo (em envelope sem nenhuma indicação). Assim. podemos considerar a atitude do motorista como absolutamente ética.

    ResponderExcluir
  10. Bem e uma bela hitoria gostei mutio em saber que hoje em dia ainda exite pessoas assim honestas e integras um abraço professor (adriano gomes 1º"P"

    ResponderExcluir
  11. eu acho qui ele agiu de uma forma muito ética , a sinceridade e hoenstidade de josé e uma coisa irreconhecivel en muitas pessoas hoje en dia , a atitude dele , foi simplismente super ética , nos dias de hojes tem pessoas qui faze isso como uma obrigação também , e não com a emoção e sim com a razão acha que isso e obrigação , de todos qui e azatamente , mais nen todos ten a propria vontade de devolvar por vontade propria , Abraço Professro conselheiro ! \O/

    ResponderExcluir
  12. Brunuh, você tem razão. Mas acho que podemos mudar completamente a forma como nossa sociedade está organizada. Acredito (e trabalho) para que quando vocês, dessa nova geração, chegarem ao poder teremos finalmente uma sociedade ÉTICA!
    Parabéns pelo comentário!!
    Um abraço sociológico.

    ResponderExcluir
  13. professor ja terminei minha linha do tempo,so quero saber se a introduçao é realmente colada no verso da capa é???obrigada...

    ResponderExcluir